Nosso Blog

Programa de Fidelidade para Restaurante: vale a pena investir?

Dicas de Gestão Foodservice | 26 jul, 2021
Programa de Fidelidade para Restaurante: vale a pena investir?

Que todo mundo gosta de uma boa recompensa, não temos a menor dúvida! Por isso, um programa de fidelidade para restaurantes pode ser uma boa alternativa para quem quer aumentar o número de vendas e criar um relacionamento melhor com seu público cativo.

 

Afinal, é uma maneira eficaz de fazer com que os consumidores sejam assíduos, oferecendo um benefício como técnica de fidelização. 

 

Com a expansão das mídias digitais, hoje é possível criar programas de fidelidade até mesmo via aplicativos de entrega, como o Ifood, por exemplo.

 

Mas no final das contas, isso dá certo? Se sim, como os restaurantes devem proceder para obter bons resultados a médio e longo prazo? A resposta para essas dúvidas você confere nos próximos tópicos!

 

Como criar um programa de fidelidade para food service?

 

Um programa de fidelidade é uma técnica de fidelização amplamente utilizada por diversos estabelecimentos. Provavelmente, você que está lendo, já participou ou ainda participa de algum programa como esse.

 

Supermercados, farmácias, lojas de material de construção e produtos para pets costumam oferecer descontos para quem tem cadastro na loja. 

 

Já para bares, restaurantes e outros estabelecimentos food service, o ideal é criar um modelo que ofereça uma vantagem após um determinado volume de pedidos.

 

Para criar um bom programa de fidelidade você precisará:

 

  • Definir como o programa irá funcionar, quais serão os critérios e o prêmio oferecido para o cliente;

 

  • Estabelecer regras claras e de fácil compreensão que tornem a adesão mais simples;

 

  • Elaborar maneiras de incentivar os consumidores a participarem ativamente, sem esquecer que podem conquistar algo;

 

  • Preparar seu estabelecimento para agregar valor ao cliente a longo prazo, tornando-o um frequentador assíduo sem a necessidade de oferecer benefícios.

 

Principais vantagens de ter um programa de fidelidade para restaurantes

 

Já tem o escopo do seu projeto? Muito bem! As empresas que investem em programas de fidelidade bem estruturados podem esperar uma série de vantagens, tais como:

 

Aumento no número de visitas e/ou pedidos

 

Sim, é isso mesmo! Os programas não são apenas para quem quer o salão lotado, as dark kitchens podem se beneficiar também.

 

Os incentivos servem para que o cliente seja convidado a consumir mais, o que amplia sua percepção da experiência como um todo. É claro, saber encantar seus clientes com um atendimento excelente faz toda a diferença.

 

Mas no geral, os clientes são mais propensos a criar conexões com aqueles estabelecimentos que procuram oferecer algo além do esperado.  

 

Converter mais gastando menos

 

Segundo a CardMonitor, é possível desenvolver um bom programa de fidelidade para restaurantes e outros estabelecimentos utilizando de 1 a 1,5% do faturamento. 

 

Tendo em vista as possibilidades que são abertas, esse é um investimento baixo que pode gerar um grande retorno.

 

Muito mais engajamento 

 

O mundo mudou e as formas de consumir também. Com a tecnologia, bares e restaurantes podem (e devem) contar com a ajuda dos bons fregueses para se promover.

 

E essa é mais uma vantagem que os programas podem oferecer, pois é um estímulo para que o consumidor compartilhe a experiência dele e traga novos clientes para seu estabelecimento. Então, não esqueça: o programa também deve incluir quem já é cliente.

 

E é claro: retorno financeiro!

 

Em um período pós-pandemia, toda ajuda para aliviar o fluxo de caixa é bem-vinda. Se comparado a outras estratégias de divulgação, o programa de fidelidade pode ser uma alternativa com custo-benefício mais atraente no momento.

Não só pelas rendas geradas por causa das vendas durante o período, mas também para recuperar a clientela que deixou de consumir durante a pandemia.

 

Pensando a longo prazo, essa é uma estratégia lucrativa que, quando bem executada, pode trazer retornos financeiros muito maiores ao que foi investido inicialmente.

 

Compartilhe esse conteúdo

Leia tambem:

Notícias | 20/11/2020
Dicas de Gestão Foodservice | 14/04/2021